Quem são QUEEN & SLIM8 min read

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Elenco de Queen and SLim

Este é o primeiro longa da diretora Melina Matsoukas e pra início de carreira, ela se sai bem. Porém, o filme não me agradou e é isso que vou te contar aqui na minha crítica sobre Queen and Slim!

A sinopse é: Enquanto estão juntos em um primeiro encontro em Ohio, Queen (Jodie Turner-Smith) e Slim (Daniel Kaluuya), um casal negro, são detidos por uma pequena infração de trânsito. A situação se agrava, com resultados repentinos e trágicos, quando Slim mata o policial em legítima defesa. Aterrorizados e com medo da destruição de suas vidas pessoais e profissionais, são forçados a fugir.
De cara, ela já consegue um Daniel Kaluuya (o mesmo de Corra!) pro seu elenco e isso, acredito não ser algo tão fácil ($$), então a gente já entende que a diretora tem um certo respeito no meio.

Ela já foi diretora de um clipe de ninguém menos que Beyoncé, “Formation” que tem análise da estética aqui nessa página maravilhosa.
Assim como já dirigiu clipes de Rihanna, Lady Gaga, Jennifer Lopez, Ne-Yo e várias outras estrelas.

Cores e Fotografia

Pra início de conversa, percebi que Matsoukas tem muitas referências no seu acervo. A começar pelo visual do filme que é bem semelhante ao de “Moonlight”.
Cores bem saturadas, voltadas pra tons de azul, uso de neon em alguns momentos, a pele brilhante dos negros (assim como em Cidade de Deus); tudo isso nos remete ao longa de Barry Jenkins a todo instante.

Existe também menção ao clipe “Formation” de Beyoncé nessa cena:

Além disso, vi também uma forte tendência de “Green Book”, como por exemplo o carro que eles usam:

A cena da dança, onde ocorre o primeiro “clima” entre o casal, que pode nos remeter ao momento em que D. Shirley toca para seus semelhantes durante a viagem. Além de diversas outras referências que há na cena.
Slim quando come faz muito barulho, assim como Nick, o que me rendeu boas risadas. E, coincidência ou não, o barulhento é o motorista aqui.
Ademais, “Queen and Slim” é um filme de fugitivos sem muita ação. O que me remete a um road movie, assim como “Green Book”.

Me siga no instagram!

Por lá você desfruta de conteúdos exclusivos para a plataforma como listas, assistidos do mês, críticas e dicas para o final de semana.
Clica aqui embaixo pra não perder mais nada! 👇

Vale a pena assistir queen and slim?

Pra mim, um filme cheio de referências e com bom visual não é o suficiente pra ser um bom filme. Uma vez que todo mundo questionou muito o fato de “Green Book” ter levado o Oscar em 2019 e não ser um filme que retrata muito bem a questão racista nos Estados Unidos; eu não vi esse aqui com bons olhos também.

O que eu vi, foi um filme cheio de clichês acerca do tema e, como diz a gíria, passando pano pra ato criminoso. Sim, o ocorrido foi um acidente. Mas uma vez que você não se defende através dos métodos legais, não mostra sua versão pro mundo; você também está errado.

Do meu ponto de vista, vi uma solução muito simplista pra um problema demasiadamente complexo.

Somado a isso, quem consegue institucionalizar um crime quando acaba de cometê-lo, sendo este ocorrido pela primeira vez? De certa forma, em determinado momento na primeira parte, eu me lembrei também de “American Son”.

além das cores

Acho que o melhor de “Queen and Slim” é realmente sua parte visual: figurino, Direção de Arte, Direção de Fotografia. E, mais uma vez, levando em consideração que é a estreia da diretora, ela faz sim um bom trabalho. Veja bem: apenas um bom trabalho.

Em contrapartida, o ritmo do filme foi um problema pra mim. Eu já estava um tanto quanto insatisfeita com o que assistia e aí o filme tem 2h12min, ele ensaia finais em pelo menos 2 ocasiões!

Sério que esse filme não vai acabar?” – era o meu pensamento.

Além disso, achei também tudo muito previsível, como por exemplo quando ocorre um problema com o carro, quando há uma cena de sexo e, sem contar, o final que eu já tava aqui em casa cantando a bola do que ia acontecer desde a metade… 😒

E ainda, eu não temi por eles em momento algum, não fiquei apreensiva por nada, até porque já fazia uma ideia do desfecho. A minha curiosidade ficou mais querer saber até onde eles iriam com a fuga, até onde eles levariam aquele imbróglio.

filmes relacionados

Pra finalizar, eu não pagaria pra assistir este filme. E se tivesse pagado, teria saído meio p%$# da vida do cinema, querendo meu dinheiro de volta! 😂🤬

A minha proposta para o filme seria outra, bem diferente: expor todos os perrengues da justiça americana quando se alega legítima defesa com a Queen defendendo Slim. Seria mais interessante, mais correto e a crítica à sociedade americana seria mais séria e contundente.

Se você chegou até aqui, muito obrigada por sua leitura, espero que tenham gostado. Pra você que é meu leitor fiel, eu também agradeço muito e peço que compartilhem com seus amigos pra ajudar a página a crescer!

me siga nas redes sociais!

No post found!


Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

8 comentários em “Quem são QUEEN & SLIM”

  1. A avaliação mais superficial que eu já vi. Vc escreveu somente o que sua bolha pensa sobre.

  2. Olha, você como crítica de filmes tem muito que aprender.

    O filme é de uma grandeza absurda. Texto, fotografia, paleta de cores, elenco, narrativa… todos os aspectos são muito bem pensados e executados. Você dizer que “não vê resistência nenhuma em um casal fugitivo e que se omite a provar a inocência” só mostra que não entendeu absolutamente nada do que o filme quis apresentar. É importante que você abra a sua mente, isso vai muito além de opinião ou gosto pessoal. A personagem Queen, por ser advogada, sabe muito bem que não vai adiantar se entregar para a polícia explicando sua inocência, pois devido a cor do casal, eles já seriam crucificados. A justiça não abraça o povo preto!! E isso vc com certeza não entendeu.

    O filme traz tensão o tempo inteiro, mas impressionante como o alecrim dourado não ficou preocupada em nenhum momento. Provavelmente porque você os considerava criminosos assim como os policiais racistas do filme e não via a hora deles serem mortos. Você não entendeu nada da crítica e ainda tem coragem de dizer que não pagaria para assistir.

    Um conselho: Você precisa estudar cinema para muito além da sua bolha.

    1. Oi Laura, obrigada por seu comentário.
      Primeiramente, quero dizer que concordo com vc. Eu realmente tenho ainda muito a aprender sobre diversos assuntos. Assim como você e como todo ser humano, estamos aqui exatamente pra isso, pra aprender.
      Em segundo lugar, os seus argumentos são tão poderosos quanto os outros dois anteriores: não dizem absolutamente nada, são vazios…
      Recomendações que eu saia da bolha e isso me traz um questionamento de quem está dentro dessa bolha (?). Eu que trouxe uma opiniao divergente do senso comum ou você que vem me atacar e aconselhar dentro do meu próprio espaço?
      Não o suficiente você ainda faz suposições a meu respeito sem nem me conhecer. É simplesmente patético e preconceituoso.
      Você deveria usar seu conselho em benefício próprio e estudar pra respeitar a opinião dos outros.

  3. Essa foi a pior crítica q eu já li
    Vc devia pensar mais antes de escrever tanto absurdo
    Saia um pouco da sua zona de privilégios antes de fazer um análise sobre o tema em questão

    Péssimo

    1. Oi Bianca! Obrigada por seu comentário, uma pena que não tenha gostado do texto e que não consiga aceitar que as pessoas possam ter visões diferentes das suas.
      Mas posso garantir que procurando mais, vc encontrará diversos outros bons sites que vão ao encontro da sua opinião.
      Abraços! 😉

  4. Boa-noite. Acabo de assistir ao filme e como sempre, vim procurar referências e comentários na internet. Pra minha infelicidade me deparei com o seu blog, onde sua análise foi feita de forma bem superficial. O filme conta com diversas críticas sociais e raciais, que ficam (não tão) subentendidas no decorrer do mesmo. Enfim, de fato concordo que o filme é extenso, mas creio que faltou um pouco de tato ao lidar com os detalhes, e além disso, um pouco de percepção do lado de fora da bolha. Beijos, Stela.

    1. Oi Stela! Obrigada por seu comentário e que pena que não goste do site.
      De fato, minha opinião social não é aprofundada, pois não é o foco. Eu apenas expliquei que não gostei do filme porque não vejo resistência nenhuma num casal fugitivo e que se omite em provar sua inocência.
      Mas posso garantir que procurando mais, vc encontrará diversos outros bons sites que vão ao encontro da sua opinião.
      De qualquer forma, o objetivo aqui é a parte visual e estética e nisso, o filme vai bem!
      Abraços! 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected
Rolar para cima