5 coisas que não sabe sobre “Oxigênio”, novo filme da Netflix5 min read

Mélanie Laurent trancada em uma cápsula criogênica, essa é a premissa de “Oxigênio“, novo filme de Alexandre Aja, disponível na Netflix. Um projeto singular cuja filmagem é diferente de grande maioria dos filmes deste mesmo tipo que já foram produzidos.‎

‎Dois anos depois ‎‎Predadores Assassinos, Alexandre Aja retorna com um novo filme francês, seu primeiro desde Alta Tensão‎, lançado em 2003. No papel principal, Mélanie Laurent interpreta uma mulher com amnésia trancada em uma caixa de alta tecnologia. Quando ele acorda, só tem 35% de oxigênio. Em pânico, sem saber como chegou lá e como sair, ela terá que recuperar sua memória para se livrar deste pesadelo.‎

‎Antes de ser o longa-metragem que o público assiste atualmente, “Oxigênio” seria filmado em inglês com Noomi Rapace como a principal heroína. Entretanto, a crise sanitária atual mudou os planos. A estrela sueca continua associada ao filme como produtora executiva, mas dá lugar a Mélanie Laurent enquanto a produção toma forma na França. ‎

‎Tempo e espaço‎ em “Oxigênio”

‎Uma vez determinado o protocolo de saúde, a Netflix deu sinal verde para a equipe de Alexandre Aja assim que o primeiro confinamento se encerrou, em maio de 2020. “Oxigênio” foi filmado durante o verão nos estúdios de Ivry-sur-Seine. Assim sendo, foram necessários 25 dias para fazer a filmagem na cápsula criogênica e uma semana para as cenas ao ar livre. Mélanie Laurent, que fazia uma pausa de 20 minutos todos os dias, teve que passar 9 horas deitada neste cenário de 3m².‎

‎Os detalhes da decoração‎

Antes de tudo, a cápsula criogênica é um personagem em seu próprio direito em “‎Oxigênio”.‎‎ No cinema, ficção científica é muitas vezes sinônimo de cenários grandiosos. Entretanto, para ‎‎Jean Rabasse‎‎, diretor de arte, a dificuldade era lidar com um espaço minúsculo onde cada centímetro era importante. “‎‎Estávamos todos grudados um no outro para projetar esse pod e fazê-lo perfeito para as telas”,‎‎ disse ele. Duas cápsulas foram usadas para o filme: “Há o pod que recebe o casulo orgânico‎‎ (a cena de abertura) ‎‎que precisa ter 100% de acesso de baixo e o outro que precisa inclinar 45% para mostrar as costas de Mélanie“.‎

O treinamento‎ para um papel sem movimentos

‎Se os movimentos da atriz são necessariamente limitados, sua performance é, no entanto, física. Entre gritos, lágrimas e ataques de pânico, ela teve que se preparar com treinadores do Cirque du Soleil durante um mês: “‎‎Percebi que havia muitas cenas em que eu ia ter que pegar as coisas com difícil acesso, me mexer fazendo muito esforço com meu abdômen‎, explica. ‎Chorei tanto o dia todo‎‎ (…) ‎‎que à noite estava nocauteada. Quando você está na caixa, acaba não percebendo isso, mas assim que saía, havia um tipo de fadiga física onde eu não conseguia nem cozinhar à noite. E assim, eu ia dormir imediatamente.”‎

‎Um amigo no ouvido‎

Mathieu Amalric, que interpreta a inteligência artificial MILO, emprestou sua voz antes mesmo do início das filmagens. Na caixa, Mélanie Laurent estava interpretando sozinha, de frente para uma fita de áudio pré-gravada. Por outro lado, Alexandre Aja (diretor), lhe deu a possibilidade de ter um fone de ouvido para estar em contato com uma pessoa de sua escolha. A atriz escolheu Morgan Perez, sua amiga com quem co-escreveu o roteiro de seu primeiro filme, ‎The Adopted‎, lançado em 2011. “‎‎Morgan falou comigo para os diálogos enquanto Alex me dirigia no espaço‎‎”, ela especifica. ‎‎Quando saímos em 7-8 minutos que correspondiam a dez páginas do roteiro, sozinho com a voz de Morgan no fone de ouvido chorando, gritando, gritando e movendo cabos, era meu pesadelo! “‎

‎Renovação‎

‎A grande verdade é que “Oxigênio” deve levar o espectador a outros horizontes e oferecer coisas novas para evitar àquilo que já vimos. Nesse sentido, este foi o grande desafio do diretor. “‎‎Em termos de encenação, sabíamos que tínhamos que variar e com ‎‎Maxime Alexander‎‎ (diretor‎ de fotografia)‎ e‎Grégory Levasseur (produtor), colocamos na mesa toda a caixa de ferramentas do que poderíamos fazer antes do início ‎‎das filmagens”, ‎‎explica Alexandre Aja. No total, ‎‎a Oxygen‎‎ tem nada menos que 300 planos. Um dos momentos mais marcantes do filme é a sequência circular de vários minutos que não vou dar mais detalhes para não fornecer spoilers!

E aí, curtiram a lista de curiosidades sobre “Oxigênio? Então compartilha com seus amigos que podem se interessar também! Além disso, me segue nas redes sociais! 😉

Fonte: DashFun

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected
Rolar para cima