Entenda por que “Os Pássaros” é um filme de terror9 min read

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Lançado em 1963, “Os Pássaros” vem depois de “Psicose” que foi um enorme sucesso e, portanto, com uma enorme responsabilidade de manter a fama do diretor em apresentar filmes surpreendentes e de altíssima qualidade. Dessa forma e sem decepcionar, “Os Pássaros” é tido como o último longa de amplo sucesso de Hitchcock. (Embora eu ache injusto pois “Marnie” e “Frenesi” são filmes muito bons!)

A raça humana é que dificulta a existência da vida no planeta

Traveling Salesman at Diner’s Bar
  • Título original: The Birds
  • Data de lançamento: 28 de março de 1963 (EUA)
  • Diretor: Alfred Hitchcock
  • Diretor de Fotografia: Robert Burks
  • Elenco: Rod Taylor, Tippi Hedren, Jessica Tandy
  • Sinopse: Melanie Daniels, uma bela e rica socialite, conhece o advogado Mitch Brenner em um pet shop e fica interessada nele. Após o encontro, ela decide procurá-lo na cidade de Bodega Bay, Califórnia, onde Mitch costuma passar os finais de semana. Entretanto, Melaine só não sabia que iria vivenciar algo assustador: milhares de pássaros se instalaram na localidade e começam a atacar as pessoas.

Para este filme, Hitchcock apostou em Tippi Hedren (mãe de Melanie Griffith e avó de Dakota Johnson da franquia 50 Tons de Cinza), uma atriz, até então, desconhecida; mas que se saiu muito bem no papel da protagonista. O diretor é mais uma vez inovador, ao trazer um dos primeiros filmes de ataque animal do cinema, é um filme de terror psicológico e quase sobrenatural além de sua obra com maior número de efeitos especiais.

A sinopse já é bem conhecida por todos, Melanie Daniels (Hedren) é uma socialite que conhece o advogado Mitch Brenner (Rod Taylor) em uma loja de animais e se interessa por ele. Após este encontro, ela vai atrás do rapaz, em sua cidade, Bodega Bay. Surpreendentemente, ela não sabia que iria vivenciar o assustador ataque de milhares de pássaros que se instalaram na localidade. É um filme muito maduro do ponto de vista técnico onde o diretor reúne aspectos de design visual, Direção de Fotografia, Edição e Design de Som para criar um filme de terror psicológico no qual é necessário sobreviver frente a um perigo repentino, um tema com o qual todos podem se identificar.

Podemos notar que desde “Psicose”, o diretor carrega uma agressividade mais acentuada, principalmente com as mulheres. Entretanto, “Os Pássaros” pode ser visto a partir de uma perspectiva feminista, uma vez que a protagonista é uma mulher mais liberal, moderna e independente; ao contrário das moças habitantes de Bodega Bay, que é uma cidadezinha bem conservadora e careta. É também um dos poucos filmes onde estamos com a personagem principal o tempo todo, a estória é contada por ela.

Hitchcock utiliza a Direção de Fotografia para ilustrar sua narrativa e associar os pássaros às ações dos personagens. Nas primeiras cenas registradas, acompanhamos os passos de Melanie, até que alguém assobia em sua direção, ela para e a câmera também. Nesse momento também temos a presença do ponto de vista subjetivo. Quando ela percebe os sons de pássaros, olha pro céu e temos sua mesma visão.

Algo a se notar é a completa ausência de trilha sonora. Nesse sentido, não há musica nenhuma durante todo o filme, apenas o insistente e, por que não dizer a crescente ameaça, do barulho de aves.
Entrando na loja de animais, que só tem pássaros, a câmera continua seguindo Melanie. E assim, observamos que, ao seu redor, os pássaros estão enjaulados e confinados, subentendendo-se que estão sob o controle dos humanos. Os eventos que virão a seguir irão subverter totalmente esta situação quando um bando de pássaros mal feitores irá coagir Melanie.

os pássaros

Por que as aves atacam?

Ao mesmo tempo que Melanie chega à cidade, iniciam-se os ataques dos pássaros.
Um presságio de que ela é o ponto de desequilíbrio e essas ofensivas aparecem quando há relações conflituosas e emocionais.
Além disso, ela própria é a primeira a sofrer investidas.

A mãe de Mitch, Lydia (Jessica Tandy) assim como outras mães nas obras de Hitch, é controladora, ciumenta, dominadora e a nova namorada do filho parece não cair em suas graças. Somente quando Melanie está vulnerável e mais dependente, é que sua sogra parece ampará-la.

Posteriormente, durante um dos momentos mais emblemáticos do filme, temos uma cena que é uma aula de edição (George Tomasini é o responsável) e direção de fotografia (Robert Burks). O diretor usa o tempo para fazer suspense combinado aos elementos técnicos. 
Em um dia típico de Bodega Bay, Melanie atende às vontades de Lydia e vai buscar Cathy (Veronica Cartwright), irmã de Mitch, na escola. Ela se senta num banco onde há um parquinho atrás e diversos pássaros começam a pousar sem que a moça note. Ela está calmamente fumando, e assim, cada vez mais pássaros vem povoar o brinquedo. Sua expressão de surpresa e terror denotam um medo genuíno, quando ela se dá conta do que está por vir. Enquanto isso, nós que assistimos a cada uma dessas aves chegando, já ficamos extremamente angustiados e apavorados! Simplesmente, não temos como chamá-la e avisar o que estava acontecendo. 😣😳

Os enquadramentos

Temos diversos enquadramentos vindos de cima, o que nos dá o mesmo ponto de vista das aves, a câmera subjetiva que eu tanto amo! —  Acho que essa é uma das melhores formas de se transportar para o lugar do personagem em questão. — Alguns dizem que é o olhar de Deus, eu fico com a interpretação de que é dos pássaros. Por exemplo, é essa tomada, quando Melanie está dentro da cabine telefônica onde se abriga para fugir do ataque ao posto de gasolina.

os pássaros

A semelhança entre a revolta dos pássaros e a atitude de vanguarda de Melanie é visível quando chegamos aos últimos momentos do filme. Depois de ser diretamente atacada e totalmente entregue a família de Mitch, o fim é apocalíptico e as aves cessam as ofensivas. Melanie está totalmente domada e não apresenta mais perigo àquela cidade.

os pássaros
Apocalipse, fim do mundo

Em resumo, é interessante que o diretor não apresente nenhuma explicação para os ataques. Com poucos recursos de explosões e sustos, ainda assim ele consegue manter a atenção do telespectador. Hitchcock prova em cada um de seus filmes que é um mestre no controle de enquadramentos e ângulos para alcançar os efeitos emocionais que deseja.
“Os Pássaros” é um bom exemplo disso além de ser meu filme favorito dele! 💚

Compartilhe!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

4 comentários em “Entenda por que “Os Pássaros” é um filme de terror”

  1. Pingback: Lista de Filmes Dirigidos por Hitchcock | COLOR my days

  2. Pingback: AS CARACTERÍSTICAS DAS MÃES DE HITCHCOCK | COLOR my days

  3. Pingback: Janela Indiscreta – color my days

  4. Pingback: 5 atributos da Fotografia de “Tubarão” que você precisa conhecer – color my days

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected
Rolar para cima