Os grandes vencedores dos Assistidos de 20206 min read

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Todo mundo do meio cinéfilo “queimou a largada” e acabou publicando suas listas de melhores filmes de 2020 em dezembro. Eu preferi fazer diferente e esperar o ano de fato acabar pra poder te contar quais os filmes que mais gostei.

Tendo em vista que 2020 foi um ano com poucos lançamentos, nesta lista você vai observar que alguns títulos têm ano de lançamento em 2019. Sim, como eu os assisti em 2020, achei válido mencionar nos melhores do ano. 😊

Sendo assim, vale ressaltar também que, eu preferi não os elencar em posições, exceto os 3 primeiros pois tiveram suas médias bem altas na minha avaliação pessoal. Entretanto, todos são excelentes filmes que merecem sua atenção.

Agora que você já sabe quais foram os parâmetros usados, se liga aí nas galerias e nos comentários:

Excelentes, porém sem opinião publicada

Primeiramente, vamos falar de Michael Haneke! Se você gosta do austríaco como eu, não pode deixar de conferir “7500”. O diretor é Patrick Vollrath não só segue o estilo de Haneke como também foi aluno dele! Realista, pouquíssimas cenas de violência e muita tensão.
Em alguns momentos, percebemos montagem típica de filmes de suspense e combina muito com a atmosfera do filme. Muito azul, sombras e medo!

Eu cheguei a indicar “A Despedida” na minha lista diferentona de Natal e citei também no Assistidos de Janeiro como um dos melhores daquele mês. Nesse sentido, este filme é sobre família, sobre resgate de origens, sobre uma matriarca cheia de carisma e sobre relacionamentos entre pais e filhos. Uma bela jornada interpretada de forma impecável por Awkwafina.

Assim como os anteriores, “O Som do Silêncio” também já figurou em outro post porque é excelente. Dessa forma, não vou me estender muito nos comentários pois quero fazer uma publicação mais completa.
Além da interpretação primorosa de Riz Ahmed, o roteiro é sutil e traz um problema real com reações humanas. A discussão do tema central aparece de forma delicada e acabamos querendo conversar sobre o assunto.

Do mesmo modo dos outros, eu falei sobre “Não Há Mal Algum” na cobertura especial da 44ª Mostra de SP e foi um dos filmes que mais me agradou no evento.
O filme traz uma discussão e os desdobramentos das partes envolvidas na pena de morte no Irã. Interessantíssimo e muito bem construído, são 4 histórias que estão interligadas de forma extremamente inteligente e surpreendente.

Nessa categoria, por fim, entrou “Uma Mulher Alta“, que foi grande destaque do “Assistidos de Julho“, por ter uma história extremamente interessante e envolvente. Além disso, tem um apelo de cores inteligente, que fala pelo emocional das personagens. Não apenas elas usam as mesmas cores como também alternam em outros momentos. Ademais, a direção de arte também trabalha o psicológico delas em sintonia com a paleta utilizada.

Filmes que já foram publicados por aqui

Só clicar na imagem pra ler o que escrevi sobre cada um deles:

Os grandes vencedores

Em segundo e terceiro lugares ficaram “O Farol” e “Joias Brutas“, respectivamente. O primeiro um filme altamente psicológico, com plot twists inteligentes e um elenco muito talentoso. Sendo assim, não deixa de conferir minha opinião completa sobre “O Farol” clicando aqui.

Desde já estabeleço aqui o melhor adjetivo para “Joias Brutas“: frenético. Cheio de reviravoltas, com excelente atuação de Adam Sandler, visual dos anos 80, ritmo alucinante e extremamente envolvente. Nesse sentido, o longa da Netflix aparece em segundo lugar na minha lista de melhores filmes de 2020.

Como eu falei no Assistidos de Dezembro, e igualmente ao que me acontece na maioria dos filmes dirigidos por Thomas Vinterberg, esse filme me fisgou e falou com os meus sentimentos. Suas obras costumam expor os problemas logo de cara e vão machucando o espectador a cada frame. É sensível, bonito e transborda emoções. Só não ganhou 10 porque não gostei do final, do contrário seria o filme mais perfeito de 2020 pra mim!

Apesar de poucos lançamentos, considero que 2020 foi um bom ano de filmes.
Em resumo, na minha lista pessoal, foram 50 filmes com notas entre 9 e 7, o que, considero muito positivo.
Comenta aqui embaixo 3 filmes que você acha que foram os melhores de 2020!

LEIA também:


Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

3 comentários em “Os grandes vencedores dos Assistidos de 2020”

  1. Pingback: Como Thomas Vinterberg faz seus personagens | COLOR my days

  2. Pingback: "Uma Mulher Alta": uma narrativa em cores | COLOR my days

  3. Pingback: [crítica] O Som do Silêncio é um dos melhores de 2020 | COLOR my days

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected
Rolar para cima